quarta-feira, 18 de março de 2009

MANUAL DA QUIMIOTERAPIA

Este manual foi elaborado com objetivo de ajudar pacientes, familiares e amigos a entenderem melhor o tratamento quimioterápico e lidarem com efeitos colaterais, caso ocorram. Tentamos esclarecer algumas das perguntas comumente feitas pelos pacientes, ajudando-os assim, a entenderem melhor sua doença e seu tratamento, tornando-os participativos na terapia proposta. Este material certamente não resolverá todas as dúvidas referentes a quimioterapia, por isso, sempre que existir dúvidas, fale com o seu médico ou procure a Central de Quimioterapia do Hospital .
O que é CÂNCER?Em condições normais, as células do corpo humano se dividem organizadamente, isto é, há um controle que determina a divisão harmoniosa das células. No câncer, esse processo escapa ao controle e as células multiplicam-se desordenadamente, formando um tumor. Quando essas células alcançam outras partes do corpo, através da corrente sanguínea, do sistema linfático ou por extensão do tumor pra outras regiões, dão origem a novos tumores que são chamados de metástase.Existem ainda as neoplasias sistêmicas, ou seja, que se disseminam através do sangue, como as leucemias e os linfomas.
O que é Quimioterapia?

Quimioterapia é o tratamento que utiliza medicamentos com o objetivo de destruir, controlar ou inibir o crescimento das células doentes. Pode ser associada a outros tipos de tratamento, como cirurgia e radioterapia.
Iniciando o tratamento uma consulta será marcada pelo seu médico para iniciar o tratamento, ele necessitará do exame de sangue para avaliar e programar a quimioterapia.O seu tratamento será administrado por enfermeiros e técnicos de enfermagem especializados. Ele pode ser feito no Centro de Quimioterapia ou no Setor de Internação do Hospital. Quando a quimioterapia é feita ambulatorialmente, você poderá voltar para casa no mesmo dia.

Como age a quimioterapia?

Os medicamentos anti-tumores agem destruindo as células doentes, inibindo a sua manifestação. O seu mecanismo de ação direciona-se principalmente para células de multiplicação rápida do nosso organismo. Desta ação resultam os principais efeitos colaterais da quimioterapia como anemia (diminuição dos glóbulos vermelhos do sangue), leucopenia (diminuição dos glóbulos brancos do sangue), a mucositose (aftas) e a alopecia (queda dos cabelos). Esses efeitos colaterais são reversíveis em sua maioria, pois as células normais voltam a se multiplicar e desempenhar suas funções habituais após o término da quimioterapia.
Como a Quimioterapia é administrada?

A quimioterapia pode ser administrada por via intravenosa (veia), intra-arterial (artéria), intra-vesical (nos tumores de bexiga), intratecal (espaço raquidiano na coluna vertebral), intramuscular (músculos), oral e subcutânea.A via de administração pode variar de acordo com a medicação e com o tipo de doença.
O tempo de tratamentoÉ variável, pois vai depender do tipo de tumor, do estado geral do paciente, e da proposta de tratamento ou esquema terapêutico indicado pelo médico. Será explicado ao paciente e sua família todo o procedimento e o tempo previsto do tratamento antes de iniciá-lo.O paciente será avaliado periodicamente. Cada pessoa responde de maneira diferente, por isso existem regras específicas quanto a duração. Após cada ciclo de quimioterapia o paciente passa por um período de descanso que permite ao organismo recuperar-se dos efeitos colaterais.Através de exame de sangue, de imagem, entre outros, o médico vai avaliar a eficácia da quimioterapia sobre o tumor. Algumas vezes dependendo do resultado, o tratamento proposto poderá ser mudado, parcial ou completamente, onde a troca por outros medicamentos pode resultar em uma resposta mais eficaz.É importante informar ao médico se você estiver fazendo uso de qualquer outro tipo de medicamento. Caso for internado, leve os medicamentos que estiver tomando e entregue a Enfermeira Responsável do Setor.
Quais os efeitos colaterais da Quimioterapia?

O tratamento do câncer produz reações diferentes de pessoa para pessoa, de acordo com o tipo de medicamento utilizado.As principais áreas do corpo que podem ser afetadas são aquelas onde as células normais se dividem com maior rapidez, como é o caso da pele, cabelo, boca, medula óssea e o sistema digestivo. É bom lembrar que quase todos os efeitos colaterais são temporários e desaparecerão gradativamente após o término do tratamento quimioterápico. Entretanto, se os efeitos colaterais forem muito intensos, não hesite em comunicar ao médico, que certamente prescreverá medicamentos que o ajudarão a combater os sintomas. Para ajudar a diminuí-los, seguem-se algumas orientações úteis.
A pele

Alguns quimioterápicos podem causar algumas modificações na pele, tornando-as mais secas, escuras e sensíveis ao sol. Quando ficar exposto ao sol, use filtro solar com alto fator de proteção para evitar queimaduras e manchas. As unhas também poderão escurecer e seu crescimento tornar-se mais vagaroso. Qualquer reação deve ser informada ao médico.Não é aconselhável o uso de perfumes durante o tratamento.
O cabelo

Alguns medicamentos não causam queda de cabelo, outros causam perda parcial ou total, este é um dos efeitos colaterais mais comuns da quimioterapia. Em alguns casos pode haver queda de pelos dos órgãos genitais, sobrancelhas e cílios, assim como de todo o restante do corpo. Esta queda decorrente da quimioterapia é geralmente determinada pela lesão do fio e não da raiz. Podendo o couro cabeludo tornar-se mais sensível antes da queda. Portanto, penteie o cabelo vagarosamente, use produtos suaves, evite permanente e tinturas que enfraquecem mais rapidamente os fios. Mantenha os cabelos curtos, diminuindo o peso e retardando a queda.O couro cabeludo é sensível ao sol, portanto proteja-o com chapéu, lenço, peruca ou apenas filtro solar. Lembre-se que a queda do cabelo cessa após o término do tratamento, e a recuperação completa leva alguns meses com crescimento de 1,5 cm por mês em média.
Náuseas e Vômitos

As náuseas e os vômitos são efeitos associados a algum tipo de quimioterápico, que podem ter duração de horas, ou dias, porém muitos pacientes não manifestam estes sintomas e com a medicação atualmente existente, administrada previamente a quimioterapia com o objetivo de prevenir ou controlar os sintomas, o número de pessoas que apresentam é mínimo. O revestimento do sistema digestivo pode ser afetado pela mucosite, ocasionando cólicas, diarréia ou constipação.Evite frituras, alimentos gordurosos e muito temperados, alimentos muitos quentes ou muito frios.Faça pequenas refeições ao dia e mastigue bem os alimentos. Evite cozinhar quando estiver nauseado. Fracione as refeições em pequenas porções.Importante
Beba bastante líquido (de 2 a 3 litros ao dia)
Para aliviar o enjôo tome água com gotas de limão ou bebidas gasosas.
Beba água de coco.
Boca

Alguns medicamentos podem causar dor e as vezes aparecimento de feridas na boca, chamadas de mucosites. Elas aparecem cerca de 5 a 10 dias após a administração da quimioterapia. É importante informar ao médico o aparecimento da mucosite para que possa se prevenir das infecções. Muitas vezes torna-se necessário à suspensão do tratamento para que a mucosa da boca se recupere.O melhor é que se faça a prevenção, por isso, os cuidados com a boca devem ser iniciados juntamente à quimioterapia. É necessário manter uma boa higiene oral utilizando uma escova de cerdas macias para limpeza dos dentes após cada refeição. Fazer bochechos e gargarejos com bicarbonato de sódio e água (01colher de chá de bicarbonato de sódio em um copo de água filtrada).Evitar bebidas alcoólicas, enlatados com corantes ou conservantes ácidos. Prefira alimentos de consistência pastosa ou semi líquida de sabor suave.É possível que haja alteração do paladar como, por exemplo, a perda da sensibilidade gustativa ao doce ou salgado.
A febre

Poderá ocorrer durante ou após a quimioterapia, e pode ser um sinal de infecção. Portanto se ocorrer compareça ao pronto Socorro do hospital, o mais rápido possível, para que você seja examinado e realizado exames complementares que possam identificar a causa da febre. O número de leucócitos mostra sua defesa imunológica, evidenciando a necessidade do uso de antibióticos, ou mesmo de internação hospitalar para sua maior segurança.
Recomendações Importantes
Evite contato com pessoas com algum tipo de infecção, ou local com muitas pessoas.
Mantenha uma boa higiene pessoal.
Certifique-se da qualidade dos alimentos, se estão frescos e bem cozidos.
Prefira caminhar ao ar livre.
Respeito os limites do corpo. Descanse sempre que for preciso.
Evite compromissos inadiáveis durante o tratamento e alguns dias após a quimioterapia Observações Importantes
Durante as sessões de quimioterapia fique atento ao aparecimento de vermelhidão, inchaço e dor no local da punção da veia. Se ocorrer, chame a enfermagem imediatamente.
Não venha sozinho para receber as sessões da quimioterapia. Alguns medicamentos podem deixá-lo sonolento. Caso não seja possível a permanência do acompanhante durante todo o período, pelo menos alguém deverá vir buscá-lo.

No dia da Quimioterapia faça uma refeição leve em casa (não venha em jejum).
Não marque compromissos inadiáveis neste dia.
É recomendável que beba maior quantidade de líquidos, antes, durante e após a aplicação da quimioterapia.
Descansar após as refeições.
Durma após a quimioterapia.

Conselhos Práticos
Exercícios
O paciente que está recebendo quimioterapia pode realizar qualquer exercício físico ou esporte, desde que não haja qualquer impedimento pela sua doença.
Trabalho
Não há necessidade de abandonar o trabalho para realizar o tratamento. É importante que o paciente tenha uma ocupação e mantenha as suas atividades habituais.
Relações Sexuais
A quimioterapia não afeta atividade sexual e o paciente pode manter relações sexuais normalmente.
Vacinação
Toda vacinação deve ficar suspensa durante o tratamento, salvo aquelas que seu médico não contra-indicar.
Menstruação
As mulheres que menstruam podem apresentar alterações no ciclo menstrual, na quantidade de sangramento e, inclusive, parada completa da menstruação. Após o término do tratamento, a menstruação retorna ao normal, na maioria dos casos.
Gravidez
Deve ser evitada durante o período de quimioterapia, informe-se com o seu médico o melhor método de anticoncepção a ser usado.
Remédios
Nunca tome remédios sem consultar seu médico, pois muitos medicamentos podem interferir na quimioterapia.
Para melhorar as condições das veias faça o seguinte exercício:
Amarre um elástico na parte superior do braço;
Com o braço para baixo, aperte uma bolinha de borracha durante 1 minuto, e desamarre o braço;
Repetir 2 a 3 vezes ao dia.

Sempre que houver dúvidas, procure a Central de Quimioterapia para receber orientações.
Considerações importantes
Embora a quimioterapia possa causar efeitos colaterais desagradáveis, a maioria das pessoas consegue levar uma vida relativamente normal durante o tratamento. Mesmo que os sintomas indesejáveis aconteçam.A recuperação deverá ocorrer entre um ciclo e outro e consequentemente o retorno às suas atividades normais. Mas, se estiver bem, não há razão para afastar do trabalho ou dos amigos.Programe seus passeios e visitas; se for sair à noite, descanse bastante durante o dia; se for almoçar fora tome medicação que previna náuseas antes de sair e escolha uma refeição leve.Procure não faltar às sessões de quimioterapia. É muito importante que você complete o tratamento, pois assim, terá uma maior probabilidade de melhora e cura.
ESTOU TROCENDO POR VC!

Fonte: Hospital Santa Rita

19 comentários:

  1. Muito legal sua iniciativa.
    Estou fazendo meu primeiro ciclo de quimioterapia e gostei muito de suas dicas.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi, muito interessante o seu blogue. Eu terminei a minha quimioterapia em Junho passado (fiz 6 tratamentos) para tratamento coadjuvante após a cirurgia conservativa onde removi um tumor pequeno da mama direita e um gânglio também infectado. Agora já estou quase a terminar a minha radioterapia, me falta mais 1 semana e 4 dias.
    Os principais efeitos que tive da quimioterapia foram a alopecia do cabelo ( inclusivé dos cilios das sobrancelhas e pestanas), muita azia do estômago, dor nas regiões operadas da mama e da axila, dor e queimaduras nos pés com muito formigueiro e queda mesmo de algumas unhas e ausência total da menstruação.
    Esta ação sobre os pés eu não lera em lado nenhum e foi quase uma surpresa para mim, mas o médico me disse que embora não tão habitual poderia ocorrer.
    Agora com a radioterapia a região de tratamento está muito vermelha e tenho de aplicar muitas vezes ao dia um creme recomendado pelo médico.
    Também durmo muito mal à noite, não só pela ansiedade de tudo isto como pelas dores que a radioterapia potencia.
    O meu cabelo já começou a crescer mas muito pouco e ralinho, para além de apresentar ainda muito pouco uniforme com zonas ainda peladas ou de fios muito curtinhos e escassos. Como eu tinha o meu cabelo muito forte e comprido agora me impressiona muito ver este meu novo visual, estou usando peruca e tenho autentico pavor de nunca recuperar completamente meu cabelo original.
    Também me parece que está crescendo com mais cabelos brancos, o que eu apesar de já ter 48 anos, ainda tinha muito poucos. Isso me entristece ainda mais, mas o meu médico me diz que depois de crescer posso pintar.
    Algém me pode recomendar algum tratamento natural ou procedimento para ajudar o cabelo a crescer mais forte e depressa?
    Obrigada
    Beijinhos e saúde para todos

    ResponderExcluir
  3. Olá. Se possível, gostaria de um esclarecimento. Alguns dizem que se o paciente NÃO apresentar nenhum efeito colateral, como enjoo, vomito, etc, é porque o tratamento está sendo ineficaz, não está fazendo nenhum efeito. Isso procede?
    Grata pela atenção

    ResponderExcluir
  4. oi sua mensagem foi de grande ajuda e o incenivo tambem,tinha duvidas sobre o que acontecia com o sangue e ficou esclarecida,estou na oitava quimioterapia e não operei ainda e estou ansiosa se terei que tirar a mama ou não pois comecei pela quimio,estou no icesp em São Paulo.
    02 de novembro de 2009 23:30

    ResponderExcluir
  5. estou fazendo quimio e estou já no terceiro ciclo e vai ficar faltando só mais uma graças a Deus muito obrigada pelas dicas

    ResponderExcluir
  6. ACABEI DE FAZER A ULTIMA HOJE, FIZ 4 DE 21 21 DIAS E AGORA ERA UMA POR SEMANA TOTAL 12, E HOJE FIZ A ULTIMA, ESTOU SUPER FELIZ....ADOREI TUDO O QUE VC ESCREVEU...É TUDO ASSIM MESMO, SÓ QUEM PASSA SABE O QUE É....
    29 DE DEZEMBRO DE 2010

    ResponderExcluir
  7. Parabens pelo blog

    eu tenhu 16 anos e tenhu um Linfoma , eu estou sofrendo a queda de cabelo , isso foi muito dificil pra mim , pois tinha um cabelo enorme , eu uso lenço , tenh varias peruca mais me sinto estranha parace que todos sabem que é peruca ! meu cabelo esta bem ralinho ' to muito ansiosa pra acabar meu tratamento , estou indo pra 5° seção de quimio , e no total é um ciclo de 8 seção ' Ela acabara em 6 de abril '
    Mais tenhu muita fé em Deus que vai dar tudo cert .
    Oque vc escreveu me ajudou muito a entender melhor !
    e só quem passa pra sabe o quanto é dificil , mais quem tem fé consegue tudo !
    abraço Fernanda Bragaia - Piracicaba

    ResponderExcluir
  8. DESEJO A VCS TUDO DE MELHOR EM SUAS VIDAS!!!


    FORÇA VAI FICAR TD BEM!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Cristiane, iniciei a quimio em 22/08/2011 e, antes disso, estive aqui, em seu blogue, lendo e "me acalmando" diante do desconhecido (a quimio). Hoje, 20/12/2011, após 6 ciclos, volto para dizer que correu tudo muito bem, graças à Deus! Fiquei careca mas não perdi a feminilidade.
    Quando os cabelos deram o primeiro sinal de queda, não tive dúvidas, fui e raspei tudo. Usei lenços coloridos, alegres, me maquiei, usei brincos (adoro!!!) e mantive o sorriso no rosto, mesmo nos momentos mais difícieis. Agora me preparo para iniciar a radioterapia em final de 01/2012 e o cabelo já está nascendo... rs.
    Força meninas! Força na peruca porque somos fortes, guerreiras e imbatíveis!
    Beijos para todas. Beijos especiais à Cristiane que, com muito carinho, dividiu conosco a luta dela e de muitas, na qual também me incluí.
    Feliz natal! Feliz e saudável 2012!

    ResponderExcluir
  11. fiz seis sessoes de quimio cancer de ovario,hoje um mes e meio depois ainda me sinto fraca e meus pes ainda dormentes.
    esperando com ansiedade a vida voltar ao normal.

    ResponderExcluir
  12. Olá meu nome é cris.. tive cancer de ovario e fiz 5 sessoes de quimioterapia.. e falta mais uma sessão.. sinto dor de cabeça e dor nos dentes e algumas dores na lugar da cirurgia... eu vejo meu cabelo crescendo devagar mais sei que vai crescer .. conheci várias pessoas que tiveram cancer e fiacarm curadas e sao pessoas sadias e felizez.. qualquer duvida sobre quimio e qualoque coisa me escreva no meu e-mail anacristinanatalrn@gmail.com

    ResponderExcluir
  13. Olá pessoal...
    é incrível como a vida nos prega peças...o câncer não escolhe beleza, idade, classe social ou cor de pele...as vezes é preciso passarmos por algumas provações para vermos o quanto a vida é valiosa! Em janeiro fiz mastectomia, fiz 8 ciclos de quimio(21 dias)sendo que a ultima foi na semana passada, e agora me preparo pra iniciar a radio na semana que vem, continuo sem minha mama...mas a alegria de viver e ter a oportunidade de ver meus filhos crescerem é bem maior que antes. O amor de Deus por nós é infinito, ainda tem gente que tem coragem de dizer que não acredita em DEUS.
    Boa sorte pra quem inicia o tratamento agora, muita fé e bençãos de Deus na vida de cada um de vocês.

    Ps. A você Cristiane, muito obrigada pela oportunidade que dá a todas nós para compartilhar e trocar informações valiosas! Bjim.

    Rita de Cássia.

    ResponderExcluir
  14. gostei do seu depoimento, tambem passei por isso em 2011 e terminei minha quimo em maio no hospital aristides maltez (SALVADOR BAHIA) mais graças a deus ta tudo bem comigo e eu peço a deus que der força a todos que passaram por essa situação e dificil para pessoa receber essa noticia mais DEUS é fiel bjs um abraço

    ResponderExcluir
  15. fui operada em 15/01/2013, ja estou em casa e me recuperi muito bem, meu cancer foi no intistino e um pedaço do figado, meus medicos foram nota 1000, agora estou esperando me chamar para fazer a tal quimioterapia. inclivel, parece que nunca vai acontecer com a gente, mas acontece né? e nao tem saida e se aguarrar a deus e seguir em frente, ate hohe parece um sonho, acho q ainda nao caiu a ficha, porque eu nao posso ser tao sobia como estou sendo me sinto um pouco alienada, estou com medo preocupada apreensiva com a quimio, mas seja o q deus quiser, bjs para todas.

    ResponderExcluir
  16. VOU FAZER A ULTIMA QUIMIO EM 13.02.2013, ATÉ AGORA TÁ SUPER TRANQUILO, SO SOFRO MESMO PQ, NÃO TENHO VEIA, E NÃO QUIZ COLOCAR CATETER, MAS JÁ FIZ 5 DE 6, LOGO ACABA, QUANDO SERÁ QUE POSSO TINGIR OS CABELO, NÃO CAIU TUDO MAS MESMO ASSIM RASPEI TUDO, JÁ CRESCEU UM POUCO MAS TODO BRANCO.BJUS.

    ResponderExcluir
  17. Meu marido descobriu um cancer no intestino no dia 14/06/2013 e operou em 18/06. Iniciou sua quimioterapia em 24/07. Seu médico preveniu-nos de todas as reações que poderiam ocorrer, mas graças a Deus até agora nenhuma das relatadas surgiu, porém apareceu uma intensa dor nos pés que não estava prevista e que o médico não conseguiu diagmosticar o que é porque seus exames laboratoriais não indicaram alteração nem no acido urico. Ele se desequilibra quando tenta andar. Não sei o que é nem o que fazer.

    ResponderExcluir
  18. muito bom seu blog, em agosto 2013 apos ter sido tradado desde março do mesmo ano pelo Pronto Socorro de Canoas em 4 atendimentos de crise de falta de ar e tratamento para pontada pneumonia e mais dois medicos particulares, faziam RX e constatavam pontada, no desespero e por ter na minha falecida mãe problemas cardiacos marquei consulta com um cardiologista, um bendito cardiologista DR. ROBERTO RODRIGUES MONTIEL, que se recusou a me medicar sem que eu fizesse uma serie de exames, sangue, Tomografia, ecografia e outros, que passei a fazer e quando os resultados vinha chegando em não tive coragem de abri-los e ver, coloquei numa pasta no dia 26/08/2013 recebi o ultimo que era o de sangue, já havia marcado consulta oara o \Dr. no dia 04/09, porem no dia seguinte j-á com a certeza nq1ue minha historia não era boa combinei com minha mulher que iria naquele dia 27/09 no pronto socorro de Canoas e levaria os exames, o que fiz. lá chegando a confirmação ´pelo medico que me atendeu CANCER NO PULMÃO e nos broquios, este mesmo medico me conseguiu atraves de uma medica também do hospotal e que trabalha na Santa Casa minha baixa, dia 28/09 estava internado no Hopital Santa Clara onde fiquei por dez dias edepois fui transferido para o Santa Rita onde hoje estou me tratando, esta marcada m4 quimio. já fiz 3 , na primeira deu problema, inicio de uma infecção generalizada.,volteo a ser internado e fiquei 18 dias, mas a partir da segunda quimio já não mais usei oxigenio e nem mais fiz nebulizaçãoes, deixei de usar bronco-dillatadores, mas sempre aparece uma novidade, dores na juntas, pés frios, problemas com a pele, principalmente junto aos orgãos genitais, mas graças a deus medicado tudo esta passando, também perdi cabelo só na primeira quimio, depois parou de cair, não raspei a cabeça, mas como meu cabelo estava grande na época eu consiguo tapiar com os que sobraram, estou com muita fé no tratamento e principalmente em DEUS que me socorreu na hora certa, me encaminhou de uma forma que só eu sei, pois pelo SUS fui e estou sendo tratado em um Hospital que voce não sente que esta no SUS, parabens admistração e o corpo de medicos e enfermeiros que compoe o Santa Rita, voces tratam as pessoas como gente coisa que não é sentido em outros locais em que prourei ajuda,

    ResponderExcluir